Ímãs humanos

por Valéria Avallone – Terapeuta radiestesista e consultora de Feng Shui (ver currículo).

Você já parou para pensar o porquê você sonha em ter uma vida melhor e que por mais que se esforce, muitas vezes nem mesmo chega perto do que sonhou?
E aí, como é que você se sente? Com raiva de si mesmo, com sentimento de angústia ou mesmo desapontamento?
Independente se reagimos a nossas desilusões com raiva, acumulando tristezas ou mesmo ficando inconformados com o que acontece a nossa volta, uma verdade é inevitável: Cada um de nós atrai tudo o que acontece em nossa vida. Somos os únicos responsáveis pela realidade ao nosso redor. Isso acontece porque somos como ímãs humanos!
Funciona assim: nosso corpo é como se fosse uma máquina perfeita que precisa de alimentação para gerar a energia suficiente e necessária para que nos movimentemos na vida.
Quando comemos, nosso organismo digere os alimentos através de processos químicos que ocorrem, como por exemplo, no estômago. Esse processo químico dentro do nosso corpo gera energia elétrica para nosso cérebro.
Nosso corpo produz eletricidade, o que podemos constatar quando às vezes levamos choque ao encostarmos em outras pessoas, por exemplo, ou quando fazemos exames do tipo do eletroencefalograma.
Lembrando um pouco do conceito de física, todo corpo que produz eletricidade passa também a ter um outro tipo de energia que é a frequência eletromagnética, criando um campo vibracional também chamado de aura ou campo energético do ser humano.
Pois bem, esse campo de energia que é criado por nós mesmos ao nosso redor, acaba por funcionar como um ímã atraindo tudo o que estiver na mesma frequência, na mesma vibração de nossas emoções e pensamentos.
E qual a solução para mudarmos a frequência de nosso ímã interno já que é esse ímã que atrai todas as coisas em nossa vida? Sem sombra de dúvidas é buscar conhecer a si mesmo.
Quando buscamos o autoconhecimento, começamos a perceber quais são as emoções e os sentimentos que estão gerando esse ímã.
Ao mudarmos essas emoções e sentimentos, conseguimos atrair outro padrão de pessoas, de empregos, de situações e de soluções. Esse é um dos motivos pelo qual a vida muitas vezes acontece de forma mais fácil para algumas pessoas e de forma mais complicada para outras.
Claro que não estou levando em consideração questões de espiritualidade e de karmas.
Mas se pensarmos bem, o que é karma ? Na minha forma de ver, karma é uma palavra usada para se referir aos resultados de atos, pensamentos e sentimentos de um passado, e se é resultado de algo que nós mesmos fizemos ou geramos nessa ou em outras vidas passadas, também foi atraído por nosso ímã interno !
Então querendo ou não voltamos ao ponto inicial que é a necessidade incontestável de “resignificarmos” nossas emoções e sentimentos que geram “energia” para esse ímã humano.
Esse conceito é o mesmo encontrado nos filmes “O Segredo” e “Quem Somos Nós”, se bem que para muitas pessoas, o “segredo” passou meio que despercebido, já que não basta apenas pensar positivo, mas sentir e emitir energias em uma frequência condizente com o tipo de vida, de amor, de emprego e de saúde que realmente queremos.
Esse tipo de postura de vida exige dedicação e empenho para que não deixemos de ver e perceber nossos reais sentimentos e emoções. Técnicas como Radiestesia, Quântica, Reiki, Florais, e várias outras terapias complementares, são excelentes para nos ajudar nesse caminhar de autoconhecimento.
Todas essas técnicas e tantas outras, visam sempre manter o ser humano em equilíbrio, centrado em seu próprio EU, e dessa forma, favorecem para que tenhamos foco não deixando sequer uma única emoção negativa debaixo de nosso próprio tapete !
No caso da Radiestesia, por exemplo, uso um pêndulo e pranchas de medição que chamo de mesa de radiestesia, onde vários desequilíbrios estão listados bem como emoções, posturas de vida, sentimentos, entre tantas outras interferências que absorvemos do meio no qual vivemos.
É… além de gerarmos nossos próprios desequilíbrios, também abrimos brechas emocionais que nos tornam uma espécie de esponja energética.
A questão é que se estamos em desequilíbrio e em função de já termos compreendido como funciona nosso ímã interno, consequentemente acabamos por atrair mais frequências energéticas desequilibradoras.
Com a Radiestesia podemos identificar tais desequilíbrios, sejam nossos ou absorvidos do meio, e consequentemente definir quais seriam as melhores terapias a serem usadas para resolver o mais rápido possível, as consequências dessas frequências negativas em nossas vidas.
Um outro fator importante é que ao identificarmos e resignificarmos os desequilíbrios, precisamos estar em constante busca por nos conhecermos cada vez mais. Digo isso porque nossas emoções e sentimentos são gerados a cada instante, a cada novo fato em nossas vidas.
“Orai e vigiai !”, é assim que devemos pensar e agir quanto ao nosso ímã interno. Apenas dessa forma conseguimos nos manter equilibrado no caminho de nossa evolução pessoal e “intransferível”.
Avalie constantemente o que está sentindo e o que está tentando esconder de si mesmo. Procure ajuda de um profissional sempre que sentir necessidade, busque respostas na sua religiosidade se assim o preferir, mas jamais se permita lamentar pelo que está acontecendo no seu dia-a-dia !

Lembre-se: A vida é para ser vivida com tranquilidade, paz e harmonia. Perceba o que está criando ao seu redor, já que você é a única pessoa que pode decidir mudar sua realidade, alterando a frequência de seu ímã pessoal !