Um navio chamado relacionamento

 por Valéria Avallone – Terapeuta radiestesista (ver currículo).

Tudo o que é novo sempre é gostoso, cheiroso, prazeroso. Quem não gosta de uma casa limpa, móveis novos, roupa de cama cheirosa ? É uma delícia !
Apesar dos investimentos que quase sempre fogem de nosso orçamento, a expectativa pela instalação da cozinha planejada, pela chegada da cama do casal e o entusiasmo em colocar cada objeto para compor a decoração, são reações que fazem parte da atmosfera do casamento.
Toda essa agitação emocional com alguns momentos de nervosismo e até mesmo o atraso da noiva na cerimônia, já se tornaram parte efetiva das histórias de amor.
Depois do casamento, da lua-de-mel e do abrir dos presentes, a vida vai calmamente entrando em sintonia na nova frequência do casal que irá se ajustando um ao outro com o passar dos dias.
Tudo é novo, inclusive a convivência que precisa ser harmônica e feliz apesar das inseguranças e falta de prática de qualquer casal recém formado.
Quando temos algo novo em nossas vidas temos que cuidar, manter, zelar, e isso vale não apenas para a casa nova ou o apartamento recém decorado, mas também em termos de relacionamentos que quando novos, são sempre deliciosamente perfumados.
Casar é como navegar nas ondas da emoção !
Falando em navegar, vamos então imaginar um lindo navio recém construído com todos os detalhes cuidadosamente pensados, planejados e projetados. Essa fase inicial requer a mesma atenção dispensada aos preparativos do casamento e geram nervosismos, alegrias, inseguranças.
Já pronto, é hora de preparar e marcar a data de batismo do “Navio Relacionamento” com uma deliciosa garrafa de champagne. É chegada a hora tão esperada !
Lá está ele nas docas… lindo, imponente, deslumbrante e pronto para navegar nas águas de um mar azul, calmo e cristalino. É o seu sonho se tornando realidade bem diante de seus olhos !
Navio ao mar, as descobertas vão acontecendo dia após dia, e o entusiasmo, a alegria, e o prazer por estar navegando no delicioso “Navio Relacionamento” são maravilhosas.
O tempo vai passando e esse navio vai desbravando novos mares, te levando à lugares e sensações indescritíveis, rompendo ondas maiores e se deparando muitas vezes com tempestades e locais desconhecidos.
A cada obstáculo ultrapassado, a cada mar desbravado e conquista alcançada, esse navio vai precisando de reparos, de cuidados. Afinal, por mais valente e bem construído que tenha sido, avarias ao longo da viagem são previstas e normais de acontecer.
O “Navio Relacionamento” foi construído com todo cuidado e carinho e ninguém tem qualquer culpa que seja pelas avarias, mesmo que pequenas, que ele vai sofrendo durante a jornada.
Pensar em culpas é perda de tempo ! o melhor e mais indicado é definir quem irá realizar cada um dos reparos a serem feitos. É o distribuir tarefas em prol de um objetivo maior que é manter o navio navegando com segurança, tranquilidade e leveza nas águas dos mares.
Agora vamos associar que o mar é o emocional, é o mar das emoções do casal !
Se o mar das emoções do casal está calmo e tranquilo, o “Navio Relacionamento” irá navegar em paz e harmonia, mas se esse mesmo mar tiver ondas fortes e tempestades, cada marinheiro precisará assumir suas funções e responsabilidades para que passem pela turbulência da melhor forma possível. Nesse momento no qual estão tentando manter o navio estável durante uma tempestade, é hora de trabalho em equipe !
Desde o momento no qual decidimos construir um navio, é necessário estarmos atentos aos detalhes do projeto, à beleza da cerimônia do batismo, e em especial, aos reparos que vão sendo necessários no casco, nos motores e até na pintura.
Ao navegar, fingir que as avarias não existem apenas piora e aumenta aos problemas no navio. É preciso olhar e querer resolver.
Cada avaria precisa ser reparada de imediato para que a força do mar e a mudança dos ventos não aumentem os buracos no casco sem que os marinheiros percebam. Avarias são comuns de ocorrerem, mas os consertos devem ser feitos com rapidez e qualidade, caso contrário, quando derem por si, pode ser inevitável o naufrágio.
Olhe para seu relacionamento como olhamos para esse navio. Os preparativos iniciais, a beleza e a emoção da cerimônia e da festa, são maravilhosos e inesquecíveis, mas preste atenção a cada pequeno buraco, a cada pequeno arranhão que seu casamento possa sofrer desde os primeiros passos, inclusive durante o namoro e noivado.
Os desgastes e desentendimentos até mesmo durante os preparativos do casamento podem gerar avarias no casco do seu navio. Lembre-se que é perda de tempo pensar em culpas.
O casal deve agir como equipe para reparar o mais rápido possível cada avaria que possa vir a acontecer no dia-a-dia da convivência a dois.
A manutenção constante de cada parte de sua relação é sem dúvida a fórmula mágica para que seu Navio chamado Relacionamento fique cada vez mais forte e sua tripulação cada vez mais experiente e unida nessa aventura maravilhosa que é navegar nas ondas do coração.